Pular para o conteúdo principal

BIO


ilustrador
quadrinista
cartunista
professor de pintura em aquarela
escritor/cronista
diretor de arte



Comecei a ganhar a vida, profissionalmente, aos 13 anos (por incrível que pareça), em 1991, quando um editor de um jornal da minha cidade natal, do interior de Minas Gerais, Nova Era, quis publicar meus desenhos e me contratou como chargista. Com tamanho incentivo e orgulho dos pais, nunca mais parei. Enveredei-me nas tiras semanais criando os personagens ‘Arnaldão e Arnaldinho’, dois proletariados comuns desastrados. Já em 1994 fazia tiras diárias pro jornal ‘Bom Dia Leste’, da região do Vale do Aço, em Minas, e daí pras páginas de fanzines e revistas independentes numa época sem internet, sem ‘Catarses’ e todos os descréditos do mundo do próprio meio editorial, portanto lutei, apostei e sobrevivi.

Saí de casa aos 17 anos pra ser diretor de arte de um jornal semanal da prefeitura de Betim, região metropolitana de BH e depois disso alcancei um pequeno prestígio no meio, na época, para quem fazia histórias em quadrinhos, tiras, charges, cartuns e humor pastelão em rodapé de semanários regionais. Tive muito apoio de alguns editores de pequenos jornais e, conseqüentemente, de literatura, quando descobri o mundo dos livros infantis e conquistei meu pedacinho de terra nesse universo, passando por diversas editoras de prestígio, como Rocco, Prumo, Planeta, Dimensão, Cia. das letras, Franco, Zeus, Lucerna, Armazém de Ideias, e nos anos 90 fui co-criador do ‘Estúdio HQ’ junto a vários outros quadrinistas do cenário mineiro da época que muito contribuíram para as HQ’s (histórias em quadrinhos) nacionais.

De lá pra cá já se somam quase oito mil publicações (dentre todas as artes possíveis em diários, semanários, volumes únicos, páginas mensais, livros, jornais, revistas, publicações independentes, etc. com ilustrações, charges, cartuns, quadrinhos, tiras...).

Em julho de 2015 completei 25 anos de artes gráficas, humor gráfico, novelas gráficas, com passagens por diversas revistas mix de autores de quadrinhos e álbuns em grandes parcerias, além de ter trabalhado durante 9 anos como chargista do TJMG e por dois anos colorista das tiras diárias do Caderno B do Jornal do Brasil, sob edição de Ziraldo. Contudo, há dez anos tive que me desvirtuar do caminho das HQ's por diversos motivos, inclusive saúde e, um deles, um desentendimento com minha própria arte e a sina do artista de interior, mas com o boom do ‘FIQ 2013’ que muito me abriu os olhos e o coração pra retornar as atividades, além das novas oportunidades de mercado, resolvi encarar e voltar a produzir quadrinhos, além de ilustrações e tiras e voltar com força ao mercado editorial de livros, para a literatura infantil e juvenil. Para o mesmo evento – FIQ 2015 - lancei a revista/coletânea ‘Bacanal de Estrelas’, uma compilação de antigos e inéditos quadrinhos. Além de Bacanal de Estrelas, trabalho na HQ virtual O Sopro Sagrado - A Grande Epopéia, ainda inédito, os livros De Galochas em Poças D’água e O Lobo da Caverna, ambos de minha autoria; a webcomic Pancho, além de tiras e cartuns esporádicos na minha página do Facebook e instagram e no meu blog oficial. Também me dedico a ensinar com meu curso de desenho, pintura em aquarela e Histórias em Quadrinhos, em meu ateliê e no Estúdio Black Ink, em Belo Horizonte, oficinas em eventos, workshops, etc.

HITÓRIAS EM QUADRINHOS
AUTORIA, COAUTORIAS E PARTICIPAÇÕES
(REVISTAS, ÁLBUNS E LIVROS):

A CABULOSA
ALIENZ
CALIBAN
ERVILHA
GRAFITTI 76% QUADRINHOS
LEGENDA QUADRINHOS
MONSTROS
MUIRAQUITÃ
MUIRAQUITÃ ESPECIAL (4º FIQ – FESTIVAL INTERNACIONAL DE QUADRINHOS)
MYSTÉRION
QUANTUM
TELAS & ARTES
UNIVERSO PARALELO (COM MÚSICO LOBÃO)
UNIVERSO VERTICAL

CHARGES, CARTUNS, TIRAS E CARICATURAS
AUTORIA, COAUTORIAS E PARTICIPAÇÕES
(JORNAIS E REVISTAS):

BOCA A BOCA AGENDA CULTURAL
BOM DIA LESTE
BRÓCOLIS TEMPERAMENTAIS
CARGA!
CIDADE DE BETIM
DEFATO
DIÁRIO DO AÇO
EXPRESSÃO SINJUS
JORNAL DA CÂMARA (BETIM)
JORNAL DO BRASIL
NOVAS ERAS
NOVO TEMPO
O COMETA
O TREM
PRATA DA CASA
SERJUSMIG

ILUSTRAÇÕES
AUTORIA
(LIVROS, JORNAIS, REVISTAS E WEB):


AMIGUINHO POP
BATIK
CIRANDA DE MEIAS
É O BICHO, O MUNDO ANIMAL NO REINO DO FUTEBOL
ELO CATÓLICO
GERDAU
GUERREIRAS DE GAIA
LULA, O LEÃO
MUNDO
O PRESENTE DO PAJÉ
SÃO BRIGUELO E OUTROS ESCRITOS
TREM DE HISTÓRIAS
VIRTUAI

EVENTOS
PALESTRAS, DEBATES, EXPOSIÇÕES, PREMIAÇÕES E PARTICIPAÇÕES A CONVITE
(BIENAIS, SALÕES E FEIRAS):



19º AYDIN DOGAN INTERNATIONAL CARTOON COMPETITION
1ª FEIRA DO LIVRO INFANTIL, JUVENIL E QUADRINHOS DE SÃO PAULO
2º BH HUMOR
35º UMORISTI A MAROSTICA
3ª BIENAL INTERNACIONAL DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
3º SALÃO NACIONAL DE HUMOR CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
4º SALÃO NACIONAL DE HUMOR MINAS GERAIS
BH 100 ANOS, HOMENAGEM DO ARTISTA PLÁSTICO
BHQ III
CÂMARA CULTURA – NAS PENAS DO LAZ
FESTIVAL INTERNACIONAL DE HUMOR GRÁFICO DAS CATARATAS DO IGUAÇÚ
PROJETO MURAL COM ESTÚDIO HQ E CONVIDADOS
XXI SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR DO PIAUÍ/BRASIL

MINISTRANTE, MONITORAMENTO, PALESTRANTE E PARTICIPAÇÕES
(CURSOS, OFICINAS EVENTOS E WORKSHOPS):

CURSO CRIAÇÃO DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOSCENTRO CULTURAL UFMG
OFICINA DE CARTUNS E CHARGES - 28º FESTIVAL DE INVERNO DE ITABIRA
OFICINA DE QUADRINHOS TRANSFORMANDO DRUMMOND EM QUADRINHOS – FÓRUM NACIONAL ITABIRA 2001
OFICINA ILUSTRAÇÃO MURADA
WORKSHOP DE AQUARELA, MÓDULO BÁSICO

CRIAÇÃO, GESTÃO E ORGANIZAÇÃO
(EVENTOS):

1º E 2º DRUMMOR – FESTIVAL DE HUMOR GRÁFICO DRUMMOND COM HUMOR
TROPEIRÃO ILUSTRADO – ENCONTRO ITABIRANO DE ILUSTRADORES

DIREÇÃO DE CRIAÇÃO, ARTE, PRODUÇÃO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COMO ILUSTRADOR
(AGÊNCIAS DE DESIGN, PUBLICIDADE E PROPAGANDA):

ASSESSORIA DE MODA
BASE QUATRO COMUNICAÇÃO E MARKETING
BOX MÍDIA LTDA.
CPA PROPAGANDA LTDA
FUNCESI
ORIGAMI AGÊNCIA DE IDEIAS
PERFIL COMUNICAÇÃO

ASSOCIADO:

ABIPRO (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ILUSTRADORES PROFISSIONAIS)
AEI-LIJ (ASSOSCIAÇÃO DOS ESCRITORES E ILUSTRADORES DE LITERATURA INFANTIL E JUVENIL DO BRASIL)
CARTUMINAS (CARTUNISTAS MINEIROS ASSOCIADOS)

Postagens mais visitadas deste blog

composição, cores quentes e frias, iluminação e clima.

Por mais simples que seja, sua arte pode ficar ainda mais rica quando se tem todo um propósito estético em cada aresta.
O que mais me chama a atenção nessa imagem foi o fato deu a tê-la desenhado em rascunho, no sketchbook, sem a mínima pretensão de criar esse clima todo em torno do momento apresentado. Mas, quando pensei em pintá-la, já comecei a dar forma, em pensamento, à sua atmosfera.
Na composição, de cara, temos uma luminária externa no centro exato da cena. O ambiente é noturno e só se percebe isso pela iluminação que nos mostra a noite estrelada ao fundo. À direita temos um close fechado nos detalhes de um pedaço de muro e uma janela (supostamente uma casinha de esquina), iluminada pela luz artificial. Percebe-se que a luminária substitui a luz da lua e cria sombras projetadas na parede da casa em cima de cores quentes, propositadamente, para aquecer um ambiente frio, mostrado pelas mangas compridas da blusa da personagem. Por fim, podemos perceber as duas metades da composição …

a importância da qualidade das ferramentas de trabalho

Aaah, o sonho de consumo, essa ganância que nos invalida a moral, aqueles dois saquinhos que ficam bem ali embaixo...

Estou falando dos bolsos!

E artista, sabe como é, né? Não compra calça jeans, sapato bacana, óculos de sol de 3 mil reais, relógios, carrão... não vai pro pagodão, não viaja pra lugares tropicais, ensolarados... Não!

Tá, não pensem em artista que vai pra Trancoso, Arraial D’ajuda, Tomé das Letras... Tô falando daquele que compra livro e depois que compra muitos livros, compra mais, aí quando cansa de comprar livro, compra tintas e mais tintas e volta a comprar livros. Por fim compra uma bicicleta porque fica o dia todo sentado (e bicicleta dá pra se exercitar sentado) porque ele acredita no ócio criativo, mas precisa mexer mais a caveira e se mirar no horizonte.

Então, em vez de um paraíso tropical, lá vai ele: Louvre, em pleno inverno. Pimba! Moscou... Holanda... e dá-lhe livros!

Então compra mais tinta... papéis de 500 reais o metro quadrado, telas, pigmentos, canet…